Valor das apostas da mega sena

Consultor Jurídico

princípio da disponibilidade

Desistência da execução não depende da anuência do executado, diz Valor das apostas da mega sena

Por 

Quem ajuíza a execução tem o direito de desistir dela sem depender da concordância do executado. Isso vale mesmo que o objetivo da desistência seja se beneficiar de sentença em ação coletiva, na hipótese de ela prever valores mais expressivos pelo mesmo direito.

Como a execução não discute o direito sobre o qual se funda, condição para desistência não pode ser a renúncia a esse direito, destacou o ministro Sergio Kukina
Emerson Leal

Com esse entendimento, a 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça deu provimento ao recurso especial para determinar que o juízo de primeiro grau examine o pedido de desistência de uma particular, em execução contra a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O pedido foi feito para permitir que a beneficiária execute uma sentença proferida em ação coletiva, pela qual poderá receber valores melhores.

As instâncias ordinárias, no entanto, não fizeram a homologação porque a UFPE não concordou. A universidade colocou como condição para anuir com a desistência a particular renunciar ao direito sobre o qual se fundou a ação.

Para o Tribunal Regional Federal, a anuência da parte executada é necessária, com base no artigo 775, inciso II do e no artigo 3º, parágrafo único da .

Relator no Valor das apostas da mega sena, o ministro Sergio Kukina observou que a norma do CPC citada nãos e refere à desistência do processo de execução, mas à extinção da impugnação ou dos embargos atrelados à respectiva execução, quando versarem sobre questões não processuais.

Já no caso da Lei 9.469/1997, a restrição à desistência trata da ação de conhecimento. Portanto, não se aplica aos processos de execução, os quais, vinculam-se ao princípio da livre disponibilidade, que confere ao credor o poder de dispor ou não da ação.

Assim, concluiu que a recusa da UFPE não pode ser tomada como óbice à desistência da execução, por falta de amparo legal. Inclusive a exigência feita pela entidade foi considerada impertinente pelo ministro Kukina.

"Considerando-se que na execução não se discute o direito material da parte exequente, porquanto já reconhecido em decisão judicial transitada em julgado, mostra-se incompatível com tal realidade exigir que, para desistir da ação de execução, deva o exequente renunciar também ao direito material anteriormente validado em seu favor", afirmou.

Com isso, os autos voltam para a primeira instância, onde o juiz poderá avaliar o pedido de desistência sem a exigência de concordância da Universidade executada. A votação na 1ª Turma foi unânime.

Clique aqui para ler o acórdão
REsp 1.769.643




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2022, 8h46

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentáriosComentar
| Jogue roleta online | | Apostas em La Liga | | Apostas Esportivas | | Roleta da sorte online | | Formas confiáveis de ganhar dinheiro online | | Palpites de Hoje | | Mercado do Futebol - Contratações, notícias, rumores e informações num só local! | | Futebol Interior: O maior portal do Poker Online com Dinheiro Real brasileiro! | | Apostas esportivas | | Melhor Bookmaker brasileiro | | Bundesliga | | Ganhar dinheiro com moedas criptográficas | | Probabilidades | | AFUN - Apostas esportivas online | | Probabilidades | | Apostas desportivas online | | Roleta da sorte | | Resultados Mega da Virada | | Variação odds futebol | | AFUN - Melhor site de apostas | | Apostas de futebol do São Paulo | | Jogos de Bingo | | Bundesliga | | Jogos ao vivo da Premier League | | Apostas na Internet em loterias | | Premier League | | Prévia de apostas de futebol | | Dicas de apostas de futebol | | Dicas de apostas de futebol | | Como jogar blackjack |